@foto Ester Goncalves

21/22 Sep./set. | 21:30
Venue/local: Teatro Municipal Joaquim Benite

p.s. CARMEN [début/estreia]
Companhia de Dança de Almada |PT|
Artistic director/Direção artística: Maria Franco

 

Choreography: Margarida Belo Costa
Performers: Beatriz Rousseau, Bruno Duarte, Francisco Ferreira, Joana Puntel, Luís Malaquias, Mariana Romão and Raquel Tavares
Music: Georges Bizet, Sir Neville Marriner and Pan Sonic
Set design and wardrobe: Joana Subtil and Mafalda Matos
Lighting design: H. C. Franco e Filipa Romeu
Répétiteur and assistant choreographer: Maria João Lopes
Acknowledgment: António Neto

Taking the opera “Carmen”, by Georges Bizet as it’s starting point and then following its own course, “p.s. CARMEN” is a contemporary dance piece that transposes to the stage the experience of a woman with whom we can identify, regardless of gender. It is the deconstruction of mystery, of seduction, of power, materiality and obsession. It is a vision of a female who does not hide her instincts, who captures her prey, but who, on the flip side of the coin is also seduced in the deceit. There are several questions embodied in this contemporary being.

Companhia de Dança de Almada develops its activity essentially in the core areas of artistic creation and dance training. Founded by Maria Franco, it began as a professional contemporary dance company in 1990. Since then, it has produced more than a hundred pieces by national and foreign choreographers and has put on more than a thousand shows that have been seen both at home and abroad, namely in Europe, (Spain, France, Switzerland, Italy, Greece, Croatia, Poland, Czech Republic), Africa, (Cape Verde), America, (Brazil) and Asia (China).
In 1998, Ca.DA Escola was founded, the activity of which continues on an ongoing basis, offering both vocational and regular dance classes.
Since 1992 it has organized the international Quinzena de Dança de Almada festival.

Margarida Belo Costa was born in Caldas da Rainha. She began her career at the Escola Vocacional de Dança das Caldas da Rainha. A graduate of RAD, her studies developed parallel with Modern and Contemporary Dance. In 2004 she joined Grupo Experimental de Dança as a dancer where she performed pieces by Catarina Moreira, Bruno Cochat, Daniel Cardoso, Rui Lopes Graça, among others. In 2009 she entered Escola Superior de Dança, finishing her degree in 2012 and recently the first year of her Master’s Degree in Vocational Education.

As a dancer, she’s worked with: Quorum Ballet under the direction of Daniel Cardoso, (2013/14); Teatro Mosca under the direction of Pedro Alves, (2014/15); Teatro Meridional under the direction of Natália Luisa and Miguel Seabra, (2016) and ACSC António Cabrita and São Castro, (2016). As a creator, she has presented the pieces: “Step 1” for the GED-EVDCR, (2012); “Displaced episodes”, BOX NOVA-CCB, (2015); “The Place to Be”, (2016), for DC Companhia Jovens Bailarinos directed by Gonçalo Andrade and co-created the piece “How do you want to be today?” with Elson Ferreira for the MUSCARIUM#2 festival, (Sintra, 2016). Currently she integrates Companhia de Dança de Évora under the direction of Nélia Pinheiro and is a teacher in several dance schools in Lisbon.

Note: On the 22nd the performance will be followed by a conversation with the public, moderated by João Martins.

Duration: aprox. 60 mins
For ages 6 years and above
10€, 7,5€ for youth, senior citizens and groups 10+

/

Criação coreográfica: Margarida Belo Costa
Interpretação: Beatriz Rousseau, Bruno Duarte, Francisco Ferreira, Joana Puntel, Luís Malaquias, Mariana Romão e Raquel Tavares
Música: Georges Bizet, Sir Neville Marriner e Pan Sonic
Cenografia e figurinos: Joana Subtil e Mafalda Matos
Desenho de luz: H. C. Franco e Filipa Romeu
Ensaiadora e assistente de coreógrafa: Maria João Lopes
Agradecimentos: António Neto

“p.s. Carmen”, tem como ponto de partida a história original segundo a dramaturgia da ópera de Bizet. É uma peça de dança contemporânea que transpõe para cena a vivência de uma mulher com a qual nos podemos identificar, independentemente do género. É a desconstrução do mistério, da sedução, do poder, da materialidade e da obsessão. É uma visão sobre a fêmea que não esconde os seus instintos, que captura as suas presas, mas que também é seduzida no engano, sofrendo o reverso da medalha. São várias as questões que se apropriam deste ser contemporâneo.

A Companhia de Dança de Almada desenvolve a sua atividade essencialmente nas vertentes da criação artística e formação em dança. Fundada por Maria Franco, iniciou atividade como companhia profissional de dança contemporânea em 1990. Desde então, produziu mais de uma centena de peças de coreógrafos nacionais e estrangeiros, e realizou mais de mil espetáculos, que foram vistos no país e no estrangeiro, nomeadamente na Europa (Espanha, França, Suíça, Itália, Grécia, Croácia, Polónia, República Checa), África (Cabo Verde), América (Brasil) e Ásia (China).
Em 1998 fundou a Ca.DA Escola, cuja atividade desenvolve de forma continuada, com cursos de formação vocacional e cursos livres.
Organiza desde 1992 o festival internacional Quinzena de Dança de Almada.

Margarida Belo Costa é natural de Caldas da Rainha. Iniciou o seu percurso na Escola Vocacional de Dança das Caldas da Rainha. Diplomada pela RAD, os seus estudos desenvolveram-se paralelamente com a Dança Moderna e Contemporânea. Em 2004 ingressou como bailarina no Grupo Experimental de Dança onde interpretou peças de Catarina Moreira, Bruno Cochat, Daniel Cardoso, Rui Lopes Graça, entre outros. Em 2009 ingressa na Escola Superior de Dança, terminando em 2012 a licenciatura e recentemente o 1º ano do Mestrado Profissionalizante em Educação. Como bailarina, trabalhou com: Quorum Ballet com a direção de Daniel Cardoso (2013/14); Teatro Mosca com a direção de Pedro Alves (2014/15); Teatro Meridional com a direção de Natália Luisa e Miguel Seabra(2016) e ACSC António Cabrita e São Castro (2016). Como criadora, apresentou as peças: “Step 1” para o GED-EVDCR (2012); “displaced episodes” BOX NOVA-CCB (2015); “The Place to be” (2016) para a DC Companhia Jovens Bailarinos com a direção de Gonçalo Andrade, e cocriou a peça “How do you want to be today?” com Elson Ferreira para o Festival MUSCARIUM#2 (Sintra, 2016). Presentemente integra a Companhia de Dança de Évora com a direção de Nélia Pinheiro e é professora em várias escolas de dança em Lisboa.

Nota: No dia 22 o espetáculo será seguido de uma conversa com o público, moderada por João Martins.

Duração: aprox. 60’
Espetáculo para maiores de 6 anos
10€, 7,5€ para jovens, séniores e grupos +10

Both comments and pings are currently closed.