EXHIBITION / EXPOSIÇÃO

 

25 Sep./set. | 18:30
Venue/local: Fórum Municipal Romeu Correia –Sala Pablo Neruda
Inauguration with the participation of Prof. Doctor Eugénia Vasques/Inauguração com a participação da Profª. Doutora Eugénia Vasques

Ever Lasting Motion
…num perpétuo movimento…
Photography exhibition by Pedro Soares/Exposição de fotografia de Pedro Soares |PT|

Open from 26 Sep. to 13 Oct. | Tue. to Sat., 10:00 às 18:00/Patente de 26 set. a 13 out. | ter. a sáb., 10:00 untill 18:00
Free access/Livre acesso

 

There is a geometry of surfaces and volumes. Bodies move rhythmically, or not; stop. Designing solids that humans give life to. They are made and undone. Then comes the light, raw, coloured, multicoloured. The modelling, a sense of near and distant, a plane, other planes, simple, flat, the bosses and the depressions of texture. The symmetrical or asymmetric combinations, contained in limits or, without limit, go beyond. Voices are sometimes heard, the sound of musical instruments; they move in silence too, and well!

An eyewitness has to keep all of this in memory in the brain or in the camera. Photography is a trade coveted by the most noble.
Pedro Soares

Pedro Soares has developed an intense professional activity as a photograph in the areas of portrait, urban and rural landscape, theatre and dance. Cultivating the simple and the contrast, he chases colour, points to signs of life. Mixing with pleasure natural and artificial light and respecting the materials. He is a member of the International Organization of Independent Photographers. He has participated in several collective and solo exhibitions, and his work can be found in numerous publications.

Eugénia Vasques holds a Ph.D. in Hispanic Language and Literature from the University of California, Santa Barbara, U.S.A. Between 1985/2001 she was a theatre critic for the weekly Expresso and worked for several magazines. She is a coordinating teacher at Escola Superior de Teatro and Cinema/Instituto Politécnico de Lisboa, the former Escola de Teatro do Conservatório. She is also lectures in art at PhD level, (Universidade de Lisboa/ESTC).

/

Há uma geometria de superfícies e volumes. Os corpos graves movimentam-se ritmicamente, ou não; param. Desenham-se sólidos a que os humanos dão vida. Fazem-se e desfazem-se. Depois vem a luz, crua, de cor, multicolor. A modelação, a sensação do próximo e do distante, um plano, outros planos, simples, lisos, as saliências e as depressões da textura. As combinações simétricas ou assimétricas, contidas em limites ou, sem limite, extravasam. Vozes fazem-se ouvir por vezes, soam instrumentos musicais; elas e eles deslocam-se em silêncio também, e bem!

É isto tudo que uma testemunha ocular tem de guardar em memória no seu próprio cérebro ou na sua máquina fotográfica. Fotografar é um ofício que os mais nobres cobiçam.
Pedro Soares

Pedro Soares desenvolve intensa atividade profissional nas áreas do retrato, paisagem urbana e rural, teatro e dança. Cultiva o simples e o contraste, persegue a cor, aponta sinais de vida. Mistura com prazer luz natural e luz artificial, respeita os materiais que usa, cultiva valores não cotados em bolsa. A fotografia é lugar de convergência e vistas largas. É membro da Organização Internacional dos Fotógrafos Independentes. Participou em várias exposições coletivas e individuais, e o seu trabalho pode encontrar-se em numerosas publicações.

Eugénia Vasques é doutorada em Hispanic Language and Literature pela University of California, Santa Barbara, E.U.A. Foi crítica de Teatro, no semanário Expresso, entre 1985-2001, e colaboradora em várias revistas. É Professora-Coordenadora na Escola Superior de Teatro e Cinema/Instituto Politécnico de Lisboa, antiga Escola de Teatro do Conservatório. É também docente do Doutoramento em Artes (Universidade de Lisboa/ESTC).

Both comments and pings are currently closed.